terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Adeus, Volúpia!

Há uma semana estou na praia. Essa noite, sonhei com a Volúpia, minha cadela cocker de 15 anos. Ela corria pela praia, feliz, livre da fraqueza que o tumor na mama trouxe nos últimos meses. Acordei pensando nela, mas com uma sensação de que estava bem.

Bem cedo meu pai ligou (ela estava na casa dele) dizendo que Volupanda morreu esta noite, deitadinha na cama. Morreu velhinha, depois de uma vida bem vivida e de compartilhar comigo uma história de amor.

Descansa, minha preta.

3 comentários:

Isadora disse...

Já se passaram 12 dias, e a dor continua... sei que vai demorar...

Kaorí disse...

Ah, queridinha, vai demorar, muito mesmo.
Mas venha nos fazer uma visita, ou vamos dar uma volta num dia que saudade apertar demais, doer demais...

Isadora disse...

Já se passaram 3 meses, e a dor continua latente...