terça-feira, 31 de março de 2009

Futuro do Jornalismo 2

Não é à toa que estão discutindo no Congresso a Lei de Imprensa e a obrigatoriedade do diploma. A rotina jornalística está de pernas para o ar! Mudaram o meio de ter acesso a notícias, as formas de ganhar dinheiro com publicidade, a estrutura das redações e o papel dos profissionais. Tudo por causa do caminho sem volta que é a multimídia. Jornalista para sempre será o cara que apura, que faz crítica embasada, que questiona, mas ainda não se sabe como ficará a vida desse profissional no novo cenário que está se formando.  

Um comentário:

Má... disse...

Oi, Isadora.

Depois de um longo e tenebroso inverno, voltei rsrs.

Então, essa situação de pessoas exercendo profissões sem o bendito cartucho não é só "privilégio" dos jornalistas. Mais e mais estamos nos deparando com muito professores que não são habilitados para a área do ensino.... e quem tem o cartucho, sinto muito. É um pena. Após muito anos de estudos de aperfeiçoamento na profissão, muito e muitos de nós nos encontamos na condição de desempregado e, enquanto isso, outros, sem sequer o diploma de bacharel, atuam na área do ensino. É a triste realidade do Brasil. Deve ser exigida a obrigatoriedade do diploma. sou muito a favor.

Bjs

Má.