domingo, 1 de março de 2009

Liberdade

Quando me formei, oito anos idos, fizemos um trabalho sobre a liberdade com mulheres da penitenciária feminina e monjas enclausuradas. Foram três meses em contato com essas mulheres que tanto que enriqueceram a alma. E no post anterior vi que remeti a uma delas.
O dia em que finalmente compreendi o que é perder a liberdade foi com a conversa com uma detenta:
- Aqui você tem informação de tudoo que acontece no mundo, recebe visitas, estuda, trabalha... Afinal, o que é liberdade, o que foi que você perdeu?
- Liberdade é ir ao supermercado, é ver novela com a minha mãe, é usar um vestido sexy.

...Ciência nenhuma, especialista nenhum explica isso melhor...

4 comentários:

acqua disse...

Uma pergunta um tanto interessante essa feita por ti, já que vamos pensar um pouco: o ser humano se adapta a tudo e quando é "excluído" da sociedade por causa de um ato considerado errado, no ínicio é difícil, mas haverá um período de adaptação e então passaremos a visualizar a vida com outros olhos e tudo vai depender desse olhar.
Assim sendo, o que é liberdade hoje passa a ser um detalhe estranho amanhã. Para mim a liberdade é olhar pela janela do meu quarto e ver o mundo conforme minhas sensações. Eu não gosto muito de sair de casa, mas gosto de saber que posso fazê-lo quando sentir vontade...
Provavelmente pra você isso não faça muito sentido ou talvez não faça sentido nenhum.
Abraços meus

Renata Nogueira disse...

Isa, liberdade é você poder ir e vir quando quiser.
Dói muito ter sua liberdade cerceada.Eu sei bem.
Bjão

Patricia disse...

eu concordo, liberdade e poder sair por ai e voltar quando a gente quiser. além de poder ser o que a gente quiser também, um dia mais punk outro mais rock.

beijo

Isadora disse...

Pois é, meninas, acho que só quem perde a liberdade pode saber ao certo o quanto isso é penoso.
E tem tanta gente que acha que ficar preso não é suficiente para cumprir pena por um delito... Tem tanta gente que não consegue ver um milímetro além do umbigo...